Cor Além da Simetria e dos Horizontes

Exposição de 12 de junho a 04 de setembro de 2014

O Banco do Brasil Américas, conhecido como BB Américas, retoma seus eventos culturais no dia 11 de junho, com a abertura da exposição Cor Além da Simetria e dos Horizontes. O BB Américas convidou Maria A. Napoles e Jade Matarazzo, curadoras renomadas no mundo da arte, para a escolha do trio de artistas internacionalmente famosos: o escultor Othón Castañeda, do México; e os pintores Robert Swedroe, dos EUA, e o brasileiro Didi Marchi. A exposição estará em cartaz na agência do banco, localizada na Brickell Avenue, 800, sala 103, no centro de Miami. A entrada é franca e aberta ao público. Cor Além da Simetria e dos Horizontes é a quarta exibição na série cultural do Banco do Brasil. Ela foi criada para dar continuidade a missão do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) de promover artistas locais e diversidade na comunidade. Localizado em Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, o CCBB foi criado há 25 anos como um espaço de arte multidisciplinar com programação constante. Atualmente, o Centro Cultural já abrigou mais de 3,500 projetos, 12,000 eventos e já recebeu mais de 60 milhões de visitantes. "Nós começamos a série cultural como uma forma de continuar a missão cultural do banco e para apoiar os artistas e curadores que moram em Miami", afirmou o Presidente e CEO do BB Américas, Antônio Cassio Segura. "Nós queremos que a comunidade saiba que somos um banco local, com uma visão local e que queremos fazer parte do crescimento de Miami", completou.

Assim como nas exibições anteriores, o BB América convidou dois curadores, a primeira sendo Maria Napoles, uma empresária americana-cubana que dedicou sua vida a arte. Após presidir o ArteAméricas, ela fundou a Galeria Maria's Art Momentum, e foi apontada pelo prefeito de Miami como um membro honorário do Conselho de Arte e Entretenimento de Miami. Maria trouxe o escultor Othón Castañeda para participar da exposição. Como artista visual e arquiteto, seu trabalho é caracterizado como antropomórfico, especial e com uma alusão orgânica, explorando conceitos como individualidade, existência e sexualidade através de referencias não-objetivas até figuras humanas. Por meio de suas esculturas tridimensionais ele explora abstrações como sublimações da realidade desafiadora de imagens comuns e oposições históricas. A segunda curadora é a brasileira Jade Matarazzo, que começou a moldar sua carreira de fotógrafa na Suíça, onde estudou Artes e iniciou sua carreira. Com seus anos de exposições individuais e interações com outros artistas, ela desenvolveu uma visão mais apurada da diversidade cultural. Como curadora independente, Jade foi pioneira de projetos como ExpoArt-Japão, ExpoArt-Londres, ArtBrasil and Brazilian Eyes. Ela trouxe para essa exposição o pintor americano Robert Swedroe e o brasileiro Didi Marchi.

Artista e arquiteto, Robert Swedroe trabalha com seus múltiplos talentos e, recentemente, sua interação de estética de design culminou em uma nova série de construções multimídia. Seu trabalho mais recente de colagens e montagens oferece continuidade à sua tradição de desafiar limites entre duas e três dimensões. Essas novas criações "higher-tech" agora incorporam elementos gerados em computador, campos monocromáticos e um arranjo de imagens mais ousado e suntuoso, que gera questionamentos e instiga o público. Já o pintor brasileiro Didi Marchi vem explorando uma variedade de temas e direcionamentos ao longo dos anos. Apesar de suas pinturas serem abstratas, sua inspiração vem da natureza e dos riscos e aventuras inconscientes. Suas obras são geralmente de grande proporção e evocam um senso genuíno de expansão e delicadeza. A qualidade conceitual do seu trabalho final, a espontâneidade de cores e a escolha habilidosa das colorações são os elementos mais importantes de sua arte expressionista. Suas pinturas oferecem uma dose de inesperado, elas desafiam a mente e estimulam os olhos. Cor Além da Simetria e dos Horizontes ficará em cartaz de 11 de junho até 30 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, no BB Américas, localizado na Brickell Avenue, 800, sala 103. Para maiores informações sobre o BB América e o Série BB Américas Cultural visite www.bbamericas.com.

Sobre Cor Além da Simetria e dos Horizontes
O conceito do Cor Além da Simetria e dos Horizontes vem da habilidade das cores aplicadas em vários formatos gerar humores, emoções e narrativas diferentes. Formatos podem retratar força e ousadia, ou suavidade e mansidão - tudo depende dos olhos e da imaginação do espectador. Não importa se a jornada será obscura e profunda, ou inocente e leve; os exibitores esperam que ela leve o público a uma viagem de criatividade sem fim.

Galeria